outubro 17, 2015

Holografia em Rede de Escolas | Daniel Borges



Preparação das Placas

A preparação das placas com o banho deve ser efetuado cerca de 24 horas antes do registo. O ideal será preparar de 5ª para 6ª feira.

Este banho serve para tornar as placas mais sensíveis e obter hologramas com boa eficiência.
Pode ser feito com água destilada, ou com uma solução de 5% de Trietanolamina (abreviatura: TEA).

Exemplo para preparação de 500mL de TEA 5%
- usar um balão de 500mL
- Proveta
- água destilada
- TEA

1-      Medir 25 mL de TEA numa proveta e verter para o balão volumétrico
2-      Passar várias vezes a proveta com água destilada, para retirar toda a quantidade de TEA medida, e ir vertendo esta para o balão.
3-      Perfazer o balão com água destilada até ao traço de medida do balão.
4-      Tapar o balão e agitar bem para dissolver.


NOTA: Esta solução pode ser usada várias vezes, não precisa de dispensar para o esgoto, como as restantes.
Uma vez feita, e se for guardada num armário devidamente rolhada, poderá usar até cerca de 3 meses. Caso note que está a criar algum tipo de precipitado, deve ser renovada por uma nova.

Preparação da placa (com água destilada ou com esta solução de TEA)

1-      Colocar o HoloLab em ambiente de camara escura, apenas com a luz verde acesa.
2-      Verter para uma tina toda a solução com que pretende banhar as placas (água destilada ou a solução de TEA)
3-      Abrir a caixa de placas, identificar o lado do vidro (que deve ficar embaciado) e colocar a placa na solução com a parte da emulsão voltada para cima.
4-      Fazer o procedimento anterior para a quantidade de placas que desejar registar no dia seguinte.
5-      As placas devem ficar submersas durante 20 minutos sem serem sujeitas a luz branca (não abrir a porta do HoloLab, nem usar telemóveis, PC’s ou outra fonte de Luz). Se for necessário abandonar o HoloLab neste período de tempo, deverá garantir que as placas ficam num local protegido da Luz e quando voltar para retirar as placas, deve criar o ambiente de camara escura inicial.
6-      Retirar as placas da solução e coloca-las na vertical, com um papel absorvente na base e apoiadas com a superfície de vidro.
Deve assegurar que o local onde ficam a secar é perfeitamente isolado da Luz. Se for um armário, não poderá entrar nenhuma luz pelas arestas.

NOTA: No dia do registo, antes de as colocar no sistema para gravação, basta limpar apenas a superfície do vidro que ainda poderá ter algumas gotas.
...............................................................................................

Para se fazer uma estimativa do tempo de exposição 
é necessário medir a potência luminosa que chega ao suporte holográfico e recorrendo ao valor da sensibilidade da emulsão, fornecido pelo fabricante, pode-se calcular uma estimativa para o valor do tempo de exposição necessário, através da equação:

          P=E/Δt

A sensibilidade das emulsões PFG-01 é de 100 µJ/cm2, logo o tempo de exposição é dado por:
          Δt=E/P

Onde P representa a potência luminosa que chega ao suporte holográfico (em µW/cm2) e T representa o tempo de exposição.


Procede-se depois a alguns testes, de modo a exercitar a técnica e optimizar o tempo de exposição.


(http://www.holorede.pt/index.html )

Temos de agradecer ao Emanuel Santos e Paulo Martinho pelo apoio técnico  e especializado que nos têm dado.

Sem comentários :

Enviar um comentário